Arquitectura Têxtil

A Arquitectura Têxtil é uma área do desenho e construção de espaços com um domínio técnico muito específico, que se verifica através dos resultados “formais”. Distingue-se pela utilização de um sistema construtivo que transforma membranas têxteis em elementos estruturais As matérias de construção essenciais são as membranas (normalmente em PVC, são o principal responsável pela forma final) e os elementos metálicos (estrutura, ligação da membrana à estrutura e cabos). A Arquitectura Têxtil atinge expoentes máximos no que diz respeito à leveza da cobertura de grandes

vãos (a leveza das membranas têxteis diminui a necessidade de elementos estruturais relativamente a outros sistemas construtivos), no tratamento da luminosidade e translucidez dos espaços construídos e nos resultados formais finais, orgânicos e com elevado potencial de complexidade. A Eugreb desenvolve vários tipos de soluções construtivas inerentes à Arquitectura Têxtil, entre as quais as Estruturas Tensionadas, Fachadas, Velas ou Triângulos e os Módulos Standart. O principal responsável pela criação de formas complexas são as Estruturas Tensionadas, ou tenso-estruturas.

Membranas

Em Arquitectura Têxtil as membranas têxteis são o principal responsável pelas características físicas e formais dos espaços construídos e por isso requerem uma atenção especial no momento da iniciação do projecto. Estas membranas são normalmente de PVC, PTFE (Politetrafluoretileno) ou ETFE (Ethylene Tetrafluoroethylene), com um diverso leque de cores e opções de translucidez. O PVC e PTFE são os materiais apropriados para a criação de formas “anti-clásticas”, enquanto que o ETFE é o material mais apropriado para as “sin-clásticas”. Todos estes materiais possuem a propriedade de retardância ao fogo, evitando, em caso de incêndio a propagação das chamas. São materiais de longa duração, fáceis de limpar e 100% recicláveis. O material utilizado com mais frequência é o polyester revestido a PVC, acessível em termos de custos, com alta protecção UV (radiação ultra violeta), proteção anti “fungus”, baixa capilaridade e uma vasta gama de cores. Os materiais disponibilizados pela Eugreb possuem uma garantia de 10 anos.

O PTFE (Politetrafluoretileno) é uma membrana de alta resistência à tracção e impacto, com uma boa flexibilidade/ elasticidade e com índices de transmissão de luz médios (muito mais translucido que o PVC mas muito mais opaco que o ETFE). Uma estrutura coberta por uma membrana de PTFE é dotada de uma luz natural interior difusa e sem sombras, durante o dia, e, de um interessante e luminoso perfil arquitectónico, criado pela transmissão da luz artificial interior durante a noite. É um material leve e de longa duração, com garantias que podem ir até 50 anos. O ETFE é um material que se distingue pelos elevados índices de transmissão de luz. Possui uma elevada resistência aos raios UV, que faz com que mantenha o aspecto de origem durante muito mais tempo que outro qualquer tipo de polímero. O ETFE pesa 100 vezes menos do que o vidro e permite uma maior transmissão de luz. Tal como o PTFE, é um material leve e de longa duração, com garantias até 50 anos.

Elementos Rígidos

As membranas ganham forma através de forças de tração, compressão e corte exercidas por elementos rígidos metálicos. As nossas estruturas são fabricadas aço de 1ª qualidade (aço carbono ou aço inox), dimensionadas para cada projeto, com tratamento e proteção anticorrosiva. Podem ser galvanizadas ou metalizadas, lacadas ou pintadas à cor desejada.

Elementos de Ligação

Consideram-se elementos de ligação todos os que permitem a comunicação entre os componentes estruturais, incluindo: os cabos, as platinas (ligação membrana/estrutura), esticadores, pontos de amarração e elementos de parafusaria (especialmente concebidos para arquitectura têxtil). Todos estes acessórios são fornecidos em aço INOX AISI 316, contribuindo de forma determinante para a qualidade, durabilidade e segurança das soluções propostas. A escolha de cada um tem por princípio a quantificação de forças e cargas adequada. A tecnologia utilizada na união entre terminais e cabos é do tipo “SWAGE”.

Processo de Confecção de Membranas

A criação das membranas têxteis é um processo complexo. São desenhadas através de um software específico, que lhes confere as dimensões e configuração adequadas ao seu contexto estrutural. Devido à natureza standartizada dos rolos destas membranas, uma cobertura é, normalmente, seccionada em várias peças ou panos, que são posteriormente unidos através do processo de soldadura por alta frequência. A soldadura é realizada a partir de um processo de fusão localizado, com o auxílio de um eléctrodo metálico com as dimensões e formas mais adequadas. Após a fusão, a área arrefece e com o endurecimento do material é formada uma junta ou linha de solda permanente.

Software

Este tipo de estruturas exige a utilização de software específico e vanguardista até à obtenção das “formas” finais. A apresentação de propostas iniciais é feita a partir de modelos tridimensionais, criados e renderizados em programas destinados a este fim. Este processo de criação é feito em 3 fases: a modelação através dos pontos estruturais fundamentais, o “Form Finding” e a “Linear Analysis”, a criação do plano de cortes da membrana, através do “Patterning”, e a definição de detalhes finais como a criação e dimensionamento de bainhas para a passagem de cabos e a gestão de compensações, no “Production”. Concluído este processo o modelo é exportado para 2D, em forma de plano de corte. O plano de corte é impresso dando origem aos vários “panos” de PVC que serão por fim submetidos ao processo de soldadura.

FALE CONNOSCO

+351 253 922 076 +351 919 103 822 contact@eugreb.com VER MAPA
O seu browser está desatualizado!

Atualize o seu browser para uma uma melhor experiência e visualização deste site.Atualize o seu browser agora

×